3 tambores

Brasileira Keyla Polizello Costa é Top 3 pela PRCA

Rodeio Play


Ela completará cinco anos nos Estados Unidos e já colhe os frutos do empenho diário em se adaptar à nova vida; outros resultados de brasileiros
Publicado em 24 de maio de 2022
por 
Keyla Polizello Costa é top 3 pela PRCA
A cada pódio, a brasileira Keyla Polizello Costa tem mais certeza da decisão que tomou cinco anos atrás. Deixou a segurança da sua casa, da família e dos rodeios no Brasil para seguir o sonho de competir e treinar Três Tambores nos Estados Unidos, além de estar ao lado do namorado, agora marido, Marcos Alan Costa.
A conquista mais recente da amazona brasileira foi o terceiro lugar no Rodeo Killeen, em Killeen, Texas, que aconteceu de 19 a 21 de maio. Montando Zumanity Cristal CMV (Best of Beduino x Cristalquikdash, por Royal Quick Dash), marcou 17s21 e ficou com a premiação de US$ 1.089,00.
No mesmo final de semana, Keyla também esteve no Liberty Hill Fair and Rodeo, em Liberty Hill, Texas. Dessa vez montou Your Lion Bugs Me e terminou o evento em oitavo lugar, ao marcar 17s80. Entrou na zona de premiação, levando um cheque de US$ 280,00. Foi o quarto rodeio dela com essa égua.
Com sua outra montaria, The Dragon Roll (Frenchmans Guy x Tellhericalled, por Dash Ta Fame), animal da sua cliente Reagan Dillard, Keyla Polizello foi quarto lugar no Mineral Wells PRCA Rodeo, em Mineral Wells, Texas. O conjunto, em seu segundo rodeio junto, fechou o relógio em 16s10 e a premiação foi US$ 968,00.
Algumas semanas antes, Keyla foi ao Clark County Fair & Rodeo, em Logandale, Nevada, uma etapa bastante disputada. E com a Your Lion Bugs Me foi nona colocada, embolsando mais US$ 1.016,00.
Todos esses são rodeios da PRCA – Professional Rodeo Cowboys Association, o concorrido e mais almejado circuito mundial do rodeio completo. E o ranking é medido em dinheiro ganho, por isso, cada dólar conta. Os competidores podem ir a quantas etapas quiserem, e escolhem cerca de 70 para somar à premiação do campeonato.
No auge da temporada, Keyla Polizello e Marcos Alan praticamente ‘moram’ na estrada. O que quer dizer que eles saem de casa e passam dias, até semanas, sem voltar, para cobrir o maior número de rodeios e provas que podem. A ideia é conquistar reunir bom número de ganhos em cada saída, acumulando pontuação necessária para o ranking mundial.
Nos intervalos dos rodeios, a brasileira foi a mais um Open 4D Jackpot, em Santo, Texas. Com The Dragon Roll foi segundo lugar, 15s93. Além de marcar outras boas colocações em outros jackpots com The Dragon Roll e Zumanity Cristal CMV.
“Têm sido dias bem corridos, mas bastante abençoados. Agradeço a minha família, meu marido, meus amigos por estarem ao meu lado, essa é a maior riqueza que podemos ter, independente de vitórias ou derrotas! Deus está sempre presente em tudo em nossas vidas, acredite mesmo diante dos obstáculos”, comenta.
Brasileira Keyla Polizello Costa é top 3 pela PRCA
Keyla Polizello e The Dragon Roll
Um pouco da trajetória americana de Keyla Polizello
Disputar o circuito mundial de Três Tambores é uma luta e tanto, mas Keyla Polizello está preparada. Em março de 2021 ela chegou a  24° lugar do ranking mundial de Três Tambores WPRA/PRCA, o melhor da sua carreira nos Estados Unidos até agora.
“Quando a gente chega em um novo País e os resultado demoram para aparecer é muito difícil. Acho que Deus me fez forte, trabalhadora e moldada para nunca desistir”. Após três anos de namoro à distancia com o laçador Marcos Alan, ela chegou aos Estados Unidos. Os dois casaram em novembro de 2018 e hoje moram no rancho deles, no Texas.
Desde que chegou, passou a conviver e a disputar provas ao lado de algumas competidoras que ela admira, e foi muito bem recebida por todos. Dos 3 anos de idade, quando começou nos Três Tambores ao lado dos irmãos, Keyla Polizello chegou ao hexacampeonato do rodeio de Barretos e a inúmeras outras vitórias, que fizeram dela um ídolo no Brasil.
Brasileira Keyla Polizello Costa é top 3 pela PRCA
Marcos Alan Costa
Outros resultados
No mesmo rodeio de Killeen, Texas, que a esposa entrou no top 3 no resultado final, Marcos Alan Costa foi sexto colocado no Tie-Down Roping ao marcar 10s7. Com US$ 21.318,77 somados no ranking mundial, o laçador brasileiro é 24° colocado do campeonato no momento. 
Em outro resultado recente, Marquinhos foi terceiro colocado no Helotes Festival Association Rodeo, em  Helotes, Texas. Ganhou US$ 1.259,00 ao marcar 8s6. O campeão mundial de Tie-Down Roping 2017 tem planos para acelerar sua campanha a fim de garantir um lugar na National Finals Rodeo desse ano, onde se classificam os 15 melhores.
Para Junior Nogueira, no Team Roping, o cenário está mais favorável. Hoje ele lidera o ranking de Laço Pé (Heelers) com US$ 79.993,41. O brasileiro atual campeão mundial segue laçando com Kaleb Driggers em rodeios e provas. Na PRCA, o resultado mais recente em que entraram na zona de premiação foi o quinto lugar em Mineral Wells, Texas, com  uma laçada de 4s9, levando US$ 516,00.
Semana passada, Juninho participou de uma etapa da WCRA – World Champions Rodeo Alliance, em Corpus Christi, Texas. Liderava o ranking, e por isso entrou na disputa já na semifinal. Ao lado de Kaleb, marcou o menor tempo, 4s73, seguindo para a rodada decisiva. Encerrou o evento em segundo lugar, 8s99, e caiu para terceiro na classificação geral.
Nesse mesmo rodeio, o brasileiro João Otávio Pereira entrou na fase preliminar no Tie-Down Roping. Ao marcar o segundo melhor tempo da sua turma, 8s31, avançou para a semifinal. Só passavam três para a final, e o laçador ficou em quinto, com 10s17.
Brasileira Keyla Polizello Costa é top 3 pela PRCA
Joseli, João e Julia Leão
Voltando aos Três Tambores, bons resultados para a família Leão. Competindo no Royal Crown, em Waco, Texas, João ficou no Top 10 na média do 1D na categoria Derby Open, montando Special For Tres PZ. Sua filha Júlia foi campeã 2D do Futurity Open. Com Miss Rocking Vodka, a jovem competidora somou 31s621.
Por Luciana Omena
Crédito das fotos: Divulgação/Arquivo Pessoal